história

O Museu do Pão é uma das maiores referências da museologia em Portugal e o maior complexo dedicado ao tema em todo o mundo. Aberto ao público em 2002, fruto da vontade de homenagear o Pão português, o Museu é entendido na sua diversidade regional e cultural como elemento central da História de Portugal e do mundo.

Um espaço diferente onde a cultura se alia à gastronomia e a partilha de memórias através de três salas expositivas, o um restaurante, uma mercearia e um espaço temático. No exterior, o Carrossel, de acesso livre, representa a fantasia, a imaginação e o encanto que a visita proporciona a todos os visitantes na criação e revisitação de memórias.

Ainda antes de completar uma década, o Museu do Pão atingiu o marco de um milhão de visitantes, sendo visitado anualmente por cerca de 100 mil pessoas. É o único espaço que retrata a realidade plural, diversificada e fascinante do pão e dos cereais panificáveis em Portugal.

missão

O Museu do Pão tem a missão de preservar, estudar, expor e interpretar a História do Pão em Portugal, entendido na sua diversidade regional, e como elemento que exprime a riqueza cultural, etnográfica e social do País, em particular da sua atividade agrícola.

Com um âmbito multidisciplinar, o Museu recolhe o património material e imaterial existente no território nacional, criando as ferramentas para a sua preservação e divulgação junto dos diversos públicos.

Para cumprir a sua missão, o Museu dispõe de um acervo composto por mais de 500 peças e objetos, repartido por três coleções. Em todas as suas ações, o Museu assume um compromisso com a acessibilidade física e intelectual dos conteúdos que produz e são transmitidos ao público.