O Museu do Pão integra na sua programação temporária diversas exposições culturais numa sucessão multidimensional que oferece sempre uma viagem no tempo e na história, pelo universo do pão.

exposições temporárias

Enquanto espaço museológico de referência, o Museu do Pão acolhe exposições de
diferentes contextos culturais e épocas, sempre sob uma perspetiva comum: o Pão.

- em exibição -

poemas para saborear
com prazer
(2020-2022)

Para os amantes de poesia nunca há versos nem poemas suficientes, porque haverá sempre mais para ler, reler e saborear com prazer. Esta exposição é uma viagem ao mundo do pão, um bem universal, pela mão de poetas nacionais e internacionais, que nos permite conhecer a nossa própria realidade através das palavras dos outros, que as partilham generosamente num conjunto de poemas sobre ou com referências ao Pão. Uma exposição enquadrada na apresentação da escrivaninha de Fernando Pessoa e de uma rara primeira edição da Mensagem em exibição no Museu, para tornar a cultura e a arte mais acessível a todos.

- exposições anteriores -

Caricaturas Gastronómicas de Bordalo Pinheiro

(2019-2020)

Artur Pastor – Histórias da Terra

(2015)

O ciclo do pão na arte de Velhô

(2013)

O Pão e a Terra em Selos Portugueses, de 1910 a 2000

(2012-2013)

Antiga Terra Lusitana

(2011-2012)

Há 100 anos, a República

(2010-2011)

Broa de Avintes – Sabor e tradição

(2009-2010)

Os Moinhos

(2009-2010)

Arca de Noé

(2009)

Espigueiros

(2008-2009)

Serra Antiga

(2009-2009)

Mãos sobre o Pão

(2008)

Saborosos Postais

(2007-2008)

Sacas de Pão, talêgos e outros foles

(2007)

Artur Pastor, Memórias da terra

(2006-2007)

Caricaturas Gastronómicas de Bordalo Pinheiro

(2006)

Ementas Portuguesas

(2005-2006)

Pão sobre a Natureza

(2005)

Os Reis de Portugal

(2004-2005)

Memória da Terra Negra

(2004)

Brasões das Capitais Distritais

(2004)

Os Homens de Pão

(2003-2004)

Alentejo, Sol e Trigo

(2003)

Memórias da Terra

(2002-2003)